Seleção da Segunda Rodada

Comentarios
Texto de: João Vitor Rezende

O Clima de Copa novamente recrutou seus palpiteiros, desta vez, para escolher os nomes que se destacaram durante a segunda rodada. O esquema tático escolhido o 4-3-3, quase um 4-2-4.

Goleiro: Memo Ochoa - México
Se Brasil e México terminou sem bola na rede, Ochoa é o grande responsável. Memo fechou o gol, e não deu chances para Neymar, Thiago Silva e companhia, que tentaram transpor a muralha mexicana. E Ochoa está sem clube...

Lateral-direito: Fabian Johnson - Estados Unidos
No empate contra Portugal, o lateral-direito estadunidense se destacou. Joga pela direita, mas também bate com a esquerda, tem velocidade, habilidade, e não compromete na marcação. Um dos melhores na posição no torneio, bom nome a ser observado nesta Copa.

Zagueiro: Thiago Silva - Brasil
O empate do segundo jogo brasileiro também é responsabilidade da zaga canarinho, que segurou bem os ataques mexicanos. Seguro e imponente, Thiago Silva jogou com raça na defesa, e ainda tentou colaborar no ataque.

Zagueiro: Kompany - Bélgica
A nova geração belga vem ficando um pouco abaixo das expectativas, apesar das duas vitórias. Um dos poucos que vem se destacando, é o zagueiro do Manchester City. Compensa a idade de Van Buyten, com velocidade e uma boa técnica para um defensor, que vem crescendo muito nas últimas temporadas.

Lateral-esquerdo: Alvaro Pereira - Uruguai
O lateral do São Paulo é um dos exemplos da gana, vontade e raça uruguaia. Nem um grave choque na cabeça depois de uma dividida com Sturridge, foi capaz de o convencer a deixar o jogo. Ótima atuação de Alvaro Pereira, aparecendo bem no ataque e defendendo bem, mantendo equilíbrio, um dos grandes problemas dos laterais brasileiros.

Volantes: Matuidi e Sissoko - França
Os dois franceses serão citados juntos, pois não tem como falar da atuação de um, sem falar do outro. Sissoko foi reserva na estreia, substituiu Pogba no segundo jogo. O meio-campista da Juventus não convence com a camisa azul, e Deschamps preferiu colocar mais um volante de contenção. E deu certo. Matuidi que também teve um bom rendimento contra Honduras, teve mais liberdade contra a Suíça, e esteve mais presente no ataque. A dupla da volância deixou o trio de ataque mais tranquilo, pra cumprir a sua obrigação lá na frente.

Meio-campo: Bryan Ruiz - Costa Rica
Com Ruiz, nossa seleção pode virar até um 4-2-4, já que o meio-campista também atua como segundo atacante. Bryan é o responsável por dar um toque de qualidade nas jogadas da Costa Rica, e é um dos principais responsáveis pelo avanço de sua seleção. Foi premiado com o gol contra a Itália.

Atacante: Robben - Holanda
Depois de arrasar a campeã mundial na estreia, com 2 gols e ótima atuação, Arjen Robben manteve o nível na segunda partida. Desta vez, a vítima do canhotinha foi a Austrália, marcando mais um, e colocando seu nome entre os goleadores da Copa.


Robben, um dos artilheiros da Copa, mais uma vez presente na Seleção da Rodada (Foto: Getty Images)

Atacante: Benzema - França
O atacante do Real Madrid se destacou nos dois jogos. Não é a toa, que é um dos artilheiros do Mundial com 3 gols. Benzema não é a referência do ataque francês, vem jogando também fora da área, buscando a bola, desempenhando uma função importante no time francês.

Atacante: Suarez - Uruguai
A estreia da Celeste foi traumática. E Luisito permaneceu no banco durante todo o jogo, ainda se recuperando de lesão no joelho e sem condições físicas. Mas Suarez fez a espera valer a pena. Com a típica raça uruguaia, anotou duas vezes contra a Inglaterra, no segundo já cansado, aos trancos e barrancos, mas com a insistência e o faro de um grande artilheiro.

Decepção: Cristiano Ronaldo - Portugal
Mais uma vez, o Gajo não apareceu. A tão falada lesão no joelho que o craque ainda não recuperou, parece estar incomodando. Apesar da assistência para o último gol de Varela, Cristiano não apareceu durante o jogo. Afinal, se espera mais do melhor do mundo do que somente um cruzamento na área no último suspiro da partida.


Pela segunda vez seguida, Ronaldo é a decepção da rodada (Foto: Dylan Martinez/Reuters)


Técnico: Jose Luis Pinto - Costa Rica
Depois de engolir a seleção uruguaia no segundo tempo da estreia, outra campeã mundial não foi párea para a Costa Rica. Jose Luis Pinto anulou Andrea Pirlo e todo o meio-campo italiano, principalmente durante a segunda etapa, e garantiu a inédita classificação costa-riquenha para as oitavas de final.

Palpiteiros:
Enrique Bayer
Felipe Deliberaes
Gabriel Panice
Jean Marcel
João Vitor Rezende
Lucas Boamorte
Raphael Gierez
Thiago Rage
Vitor Carvalho

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.